TONFA - SHOWCASE

Na comunidade de filmes de kung fu, no Orkut, um dos membros criou um tópico onde pediu pros outros membros relacionarem os filmes de porrada que tivessem alguma luta com tonfa, também conhecida como bastão policial, uma arma branca que é muito bonita quando bem manejada, mas que é relativamente pouco usada em filmes.

Tonfa

O tópico rendeu bem (vejam aqui) e cada vez que eu via uma tonfa sendo usada em algum filme, já ia lá no tópico registrar a informação. De repente me deu uma vontade de compilar todas essas cenas e editá-las num clipe pra postar no Youtube. E foi o que fiz! Vejam o resultado abaixo.

Por ser minha primeira experiência com edição de vídeos, achei que ficou muito bom. Tem algumas imperfeições, como algumas seqüências longas demais em comparação com o resto, especialmente as duas últimas cenas, pra caber dentro do tempo da música (Stronger Than Hate, do SEPULTURA), mas nada que incomode muito.

Espero que vocês curtam.

NINJAS & DRAGONS

忍者潛龍

China/Hong Kong/Japão, 1984

Direção : Ding Cheuk-Lun

Elenco : Junya Takagi, Dong Li, Ha Ching, Suen Gen Fa, Xu Li, Song Wen Hua, Lu Yun Ling, Rong Ro Pei, Li Zhong Ru, Li Bao Cheng

Clique Para AmpliarClique Para Ampliar

A primeira metade dos anos 80 foi o auge dos filmes de ninja tanto nos EUA (onde o sensacional Sho Kosugi reinava soberano) quanto em Hong Kong, nesse último graças a obras seminais como Five Element Ninjas e Ninja In The Dragon's Den.

E aposto que muita gente (inclusive eu) se lembrou do clássico de Corey Yuen ao ver pela primeira vez a capa de Ninjas & Dragons. E não é pra menos, já que a intenção dessa co-produção chinesa/japonesa era mesmo tentar repetir o sucesso de Ninja In The Dragon's Den.

Os produtores inclusive chegaram a ter contato com o próprio Hiroyuki Sanada na esperança de que ele pudesse estrelar esse filme, mas como Sanada estava bem ocupado na época com outros projetos, o escolhido foi Junya Takagi, colega de Sanada na JAC (Japan Action Club).

Takagi é Hayate, um jovem ninja que vai à China atrás de Kinosuke, um ninja traidor responsável pela morte de seu pai. Ao mesmo tempo, um general mongol planeja invadir a fronteira da China e um grupo de patriotas tenta impedi-lo.

Os caminhos de ambos se cruzam quando Hayate descobre que o ninja traidor está envolvido com o general mongol e então ele se junta aos patriotas para combater os mongóis e vingar seu pai.

Como citei acima, Ninjas & Dragons é um filme feito na esteira do sucesso de Ninja In The Dragon's Den. A produção foi bem esforçada e conseguiu fazer um bom filme sério de ninja. Por "filme sério de ninja" entenda-se um filme sem maluquices ou bizarrices como aquelas produções trash de Robert Tai ou Godfrey Ho.

O problema é que prum filme inspirado num clássico do porte de Ninja In The Dragon's Den, ser apenas bom é muito pouco, ou seja, Ninjas & Dragons é bem inferior à obra-prima de Corey Yuen. Ninjas & Dragons é divertido e tem ótimas lutas, porém falta um pouco mais criatividade nas cenas de ação.

Fora isso, tem também o problema com os atores chineses, que aliás, são completamente desconhecidos, pelo menos pra mim. Fisicamente eles têm uma performance impecável - a luta final em que um dos heróis luta contra Kinosuke com um nunchaku em cada mão é especialmente impressionante - mas infelizmente carecem muito de carisma.

O mesmo não se pode dizer de Junya Takagi, que merecia muito mais tempo em cena do que lhe é oferecido. Infelizmente seu personagem passa grande parte do filme como prisioneiro do general mongol, sem espaço pra poder exibir seu talento.

Porém, quando lhe é dado espaço, Takagi brilha mais do que qualquer outro no filme! Bonitão e com carisma de sobra, Takagi provou ser a escolha mais acertada pra substituir Sanada, pois além da boa aparência, suas habilidades nas artes marciais são tão boas - se não melhores - quanto as de Sanada.

Curiosamente, não obstante ser uma co-produção entre China, Hong Kong e Japão, Ninjas & Dragons é até hoje inédito no Japão. Mesmo no resto do mundo esse filme teve distribuição tão restrita que era considerado um filme extremamente raro, até que há uns dois anos atrás a Rarescope (o mesmo selo que lançou o ótimo The Dream Sword) resgatou do limbo uma cópia widescreen em bom estado de conservação e lançou em DVD na Europa e nos EUA.

Embora Ninjas & Dragons não seja lá tão bom quanto Ninja In The Dragon's Den, é um filme de ninja bem decente que vale uma cuidadosa conferida, nem que seja apenas pra confirmar aquilo que afirmei acima sobre Junya Takagi.

Nota : 6,5

Confiram abaixo o trailer original que acabei de postar no Youtube:

E uma das ótimas cenas de luta não-ninja do filme, também postado por mim:

Curiosidades

Depois de lerem os meus elogios ao astro do filme, muitos devem estar perguntando : "Ué? Se ele é tão talentoso assim, porque não ficou tão famoso quanto Hiroyuki Sanada?". Reconheço que eu também me questionei sobre isso e, ao pesquisar na internet, descobri que Takagi teve uma carreira bem insólita!

Nascido em 15 de julho de 1965, Junya Takagi se matriculou na JAC em 1981. Em 1983 ele estreou na TV japonesa com a série de ação Maken! Kung Fu Chan, que durou de janeiro a março, e sua continuação, Gekitou! Kung Fu Chan, que foi exibida entre abril e setembro do mesmo ano. A série fez grande sucesso na época e revelou Takagi como um dos talentos mais promissores desde Sanada.

Nesse mesmo ano Takagi ainda participou da versão live-action pra cinema do mangá/anime Iga No Kabamaru, ao lado de Hikaru Kurosaki (Jaspion) e do próprio Sanada, além de participações especiais de outros nomes famosos da JAC como a musa Etsuko "Sue" Shihomi, Kenji Oba e até Sonny Chiba. Quem tiver esse filme entre em contato comigo!!!!!

Clique Para AmpliarClique Para Ampliar

No ano seguinte, aos 19 anos de idade, Takagi filmou Ninjas & Dragons na China, onde sofreu um acidente que mudou o rumo de sua carreira. Durante as filmagens ele feriu seriamente o pé, o que talvez explique sua participação relativamente reduzida no filme. Ele ainda tentou seguir carreira em filmes de ação dirigindo, escrevendo e atuando no filme Bad History, em 1990, mas o seu pé continuava doendo muito devido às seqüelas do ferimento mal curado e decidiu mudar de profissão.

No começo dos anos 90 Takagi virou jornalista e fez fama ao investigar o submundo da Yakuza, publicando reportagens polêmicas. Em 1999 ele se canditou e foi eleito deputado da província de Fukuoka. Em 2003 ele se candidatou novamente mas não conseguiu ser reeleito. Então, em 2004, já com o pé completamente recuperado, ele escreveu, dirigiu e protagonizou os filmes Ryujin(龍神)-Legendary Dragon 1 e 2, baseados nas suas investigações sobre a Yakuza.

Capa dos DVD's de Ryujin-Legendary Dragon 1 e 2

Ao que consta, parece que ele é também instrutor de caratê da polícia de Tóquio!!!

Cena de Ryujin-Legendary Dragon

Ah, antes que eu me esqueça, nos anos 80 Takagi também foi cantor, chegando a lançar alguns singles e álbuns com músicas-temas da série Kung Fu Chan e outros.

Capa dos LP's lançados por Junya Takagi nos anos 80.

Versátil o sujeito, não?

[ ver mensagens anteriores ]
Visitante número:



 
UOL