SHAOLIN GIRL em DVD

Pré-Venda

Demorou, mas finalmente um dos maiores hits japoneses de 2008 vai sair em DVD e Blu-ray.

Clique Para Ampliar

Folheto de divulgação do lançamento em DVD

Shaolin Girl, o spin-off japonês de Kung Fu Futebol Clube (Shaolin Soccer) estreou nos cinemas japoneses no início de maio. Normalmente um filme que estréia em maio já está disponível em DVD em setembro ou outubro, mas no caso de Shaolin Girl, por ter ficado mais de 2 meses em cartaz, seu lançamento em DVD e Blu-ray ficou pro dia 5 de Novembro.

Clique Para Ampliar

Interior do folheto

Como todo grande lançamento japonês, o DVD de Shaolin Girl vai ser duplo e com uma produção caprichadíssima. Luva externa, estojo digipack, livreto colorido de 16 páginas e, o mais importante, legendas em inglês, algo relativamente raro em DVD japoneses.

Clique Para Ampliar

Verso do folheto

O preço normal - aqui no Japão os CD's e DVD's são tabelados - é 4,935 ienes (cerca de US$ 50,00), mas no Amazon.jp tem uma incrível promoção de pré-venda. Quem encomendar esse DVD desde já ganha um desconto de 24% (quase 1/4 do valor total!!!) e pagará apenas 3,751 ienes!

O meu já está encomendado, claro.

E quem ainda não leu a minha resenha de Shaolin Girl, clique aqui.

THE KING SWINDLER

龍父虎子

Taiwan, 1993

Direção : Chu Yen Ping

Elenco : Sammo Hung, Sandra Ng, Tok Chung-Wa, Liu Chun, Hiu Hiu, Kenny Bee, Yeung Hung

Clique Para Ampliar

Dentre todos os grandes talentos gerados pela Escola De Ópera de Pequim do mestre Yu Jim Yuen, Sammo Hung pode não ser o mais popular (essa coroa ninguém tira de Jackie Chan!), mas certamente foi o mais prolífico e versátil, tendo se envolvido em praticamente todos os gêneros existentes no cinema de HK, desde os tradicionais kung fu old school estilo basher (Hapkido) e shape (Magnificent Butcher), passando por thrillers policiais (SPL), comédias românticas (Paper Marriage), horror (Spooky Encounters), filmes de guerra (Eastern Condors) e até tolices infantis como esse The King Swindler.

Sammo Hung é Yuan Chin-Chih, um desocupado que ganha a vida nos bares, trapaceando em jogos de azar. Um dia ele vai preso por jogatina e agressão física. A policial e mãe solteira Chang (Sandra Ng) cuida de Hao-hao, filho de Yuan, até que ele acabe de cumprir a sentença. Durante essa estada na casa de Chang, Hao-hao aprende a gostar de viver numa família normal e, quando seu pai sai da prisão, convence-o a arranjar um emprego honesto e tenta aproximá-lo de Chang para todos viverem felizes para sempre como uma família normal. Comovente, não?

Alguns já devem estar perguntando : "Ué? Esse não é um filme de Sammo Hung? Onde entram as lutas?". Ah, caros leitores, esqueci de dizer que o emprego honesto que Sammo arruma é de lutador de rua, he, he, he.

Mas isso não significa que The King Swindler tenha boas cenas de luta. Talvez a única luta que vale a pena mencionar seja uma briga de bar onde Sammo usa o estilo do bêbado - se não me engano, a primeira e única vez que Sammo usa esse estilo desde Operação Dragão Gordo (Enter The Fat Dragon) - e seu filho o ajuda usando um par de salames como nunchaku!!!!!

Confiram a cena :

Infelizmente o resto das lutas do filme são fraquinhas; decepcionantes em se tratando de Sammo Hung.

Ao lado de Godfrey Ho, Chu Yen Ping talvez seja um dos diretores com a pior reputação do cinema asiático. No entanto, Godfrey Ho tem a seu favor alguns filmes muito bons em sua extensa filmografia, sem esquecer que seus piores filmes são daquela fase coreana pelos estúdios Asso Asia/ IFD Films em que ele dava aulas para cineastas coreanos iniciantes. Existe um rumor de que esses filmes na verdade eram dirigidos por esses coreanos incompetentes mas Godfrey Ho assumia os créditos pela bomba, em outras palavras, a possibilidade desses lixos terem sido realmente dirigidos por Ho é pequena.

Por outro lado, Chu Yen Ping é um cineasta do qual não consigo me lembrar de nenhum filme que possa ser considerado elogiável. E The King Swindler não mudou em nada essa situação.

Quem já conferiu outras porcarias dirigidas por Chu Yen Ping como Fantasy Mission Force e até A Book Of Heroes (que só se salva pelas excelentes lutas) já deve ter percebido sua queda pra piadas estúpidas. Acho que a expressão "humor de banheiro" nunca serviu tão bem pra descrever um tipo de humor como a que vemos em The King Swindler. Só pra se ter uma idéia, muitas das piadas mais imbecis do filme são relativas a flatulência e coisas do nível.

Todos os personagens do filme soltando um "barrão".

Mas não posso negar que consegui dar umas boas gargalhadas numa cena em que Sandra Ng (sem dúvida a minha atriz cômica favorita), disfarçada de garçonete numa operação policial, camufla uma micro-câmera sob as axilas cabeludas!

Sandra Ng e seu sovaco peludo.

A grande qualidade de Sandra Ng como comediante é que ela parece não se importar em fazer papéis extremamente ridículos, seja em comédias non-sense como os filmes de Stephen Chow ou em girls with guns como Operation Pink Squad e a série The Inspector Wears Skirt. Suas caretas são impagáveis!

Apesar de todos os defeitos que apontei, uma das qualidades desse filme que preciso reconhecer é que em nenhum momento ele cai no melodrama barato tão comum nos filmes com o mesmo tema. Sempre que aparece alguma situação propícia pra provocar uma choradeira no espectador, o diretor coloca um desfecho feliz ou alguma piada estúpida. Menos mal.

Ah, e pra agradar mais a criançada, tem também aquelas manjadas seqüências à lá Esqueceram De Mim em que crianças espertinhas aplicam trotes em adultos malvados. A criançada deve ter se borrado de rir no cinema...

Nota : 4,0

Curiosidade

Apesar de Sammo Hung aparecer fantasiado de Tartaruga Ninja na capa do DVD, não tem nenhuma cena com essa fantasia no filme. Essa fantasia é só uma alusão ao apelido do personagem de Sammo no filme, "Oriental Turtle", inspirado nas próprias Tartarugas Ninjas.

ICHI

Estréia 25 de Outubro

Eu já tinha comentado de leve nesse post aqui, mas agora é pra valer! No próximo sábado estréia nos cinemas japoneses ICHI, versão feminina do samurai cego Zatoichi.

O trailer oficial já está disponível no site oficial há alguns meses.

Prefiro não expressar nenhuma opinião enquanto não assistí-lo. Por enquanto fiquem com os scans em alta resolução do panfleto de divulgação que peguei no cinema quando fui assistir Ponyo On The Cliff By The Sea. É só clicar na imagem.

Clique Para Ampliar Clique Para Ampliar

Frente e Verso

[ ver mensagens anteriores ]
Visitante número:



 
UOL