THE DREAM SWORD

夢中劍

Taiwan, 1979

Direção : Li Chao-Yung

Elenco : Chung Wa, Lung Fei, Yueh Hua, Nora Miao, Doris Lung, Chiang Ming

Não tenho certeza, mas já devo ter comentado aqui no ASIAN FURY que wuxia não é exatamente o meu gênero favorito. Porém, como colecionador e apreciador de cinema asiático em geral, sinto obrigação de deixar o preconceito de lado e conferir, na medida do possível, todos os tipos de filmes de ação orientais. Adaptando à minha vida de cinéfilo o sábio preceito bíblico "Conheceis de tudo e retenha o que é bom", aprendi que em absolutamente todos os gêneros e sub-gêneros de filmes de ação existem filmes bons e ruins. The Dream Sword é uma dessas honrosas exceções dentro de um gênero do qual não sou tão fã.

Antes de mais nada, só um esclarecimento : a tal "Espada Dos Sonhos" do título não é o nome de uma arma invencível como descreve erroneamente a sinopse na contra-capa do DVD, mas sim um trio de guerreiros que se juntam para combater a injustiça no país. Esses 3 lutadores são o erudito Hsia Shang Chou (Chung Wa), seu discípulo especialista no manejo de machado, Fan Chih (Lung Fei), e o espadachim Li (Yueh Hua).

A Espada Dos Sonhos : Lung Fei, Yueh Hua e Chung Wa

Com o país dividido nas mãos de 5 tiranos mestres de kung fu, a "Espada Dos Sonhos" parte numa jornada para unificar o país e conquistar a supremacia no Mundo Das Artes Marciais. A sinopse do filme pode ser bem resumida assim, mas na verdade a estória é muito mais complicada, cheia de intrigas, traições, alianças frágeis e dezenas de personagens secundários, como todo bom wuxia que se preze. O roteiro tem tanta reviravolta que no fim das contas o desfecho é até previsível.

E pra confundir mais ainda a cabeça do espectador, quase todos os homens do filme usam o mesmo tipo de cabelo e aquelas sobrancelhas levantadas que caracterizam guerreiros destemidos. Admito que tive que assistir esse filme umas 3 vezes pra conseguir entender tudo sem me atrapalhar com os nomes e rostos.

Apesar da trama confusa, o filme consegue manter a atenção por causa das ótimas cenas de luta, bem acima do padrão dos wuxias independentes dessa época. Aliás, vou ser mais justo e dizer que os combates de espada são bons, mas nada fora do comum.

O grande diferencial de The Dream Sword é a brilhante coreografia das lutas de machado. Em um dos raros filmes onde não é o vilão, Lung Fei nunca apareceu tão bem num filme! Jamais pensei que um enorme machado fosse uma arma que ficasse tão bonita numa luta. OK, me lembro que na seqüência final de Five Element Ninjas tem uma luta espetacular com machados, mas achei que fosse um caso isolado.

O detalhe que achei mais curioso nesse filme é que Hsia Shang Chou é mestre de Fan Chih, mas não domina o uso do machado. Ele desenvolveu técnicas de manejo de machado somente através de desenhos, imaginando os movimentos do adversário e criando o contra-ataque. Assim ele passa os desenhos para seu discípulo, que o estuda e treina seus movimentos.

Vejam abaixo a seqüência de treinamento de Fan Chih.

De resto, todos os elementos que caracterizam um wuxia estão lá : cenários suntuosos e cheios de panos coloridos, uma estória trágica de amor, diálogos que parecem mais poesias do que simples conversas, armas secretas, etc.

Falando em armas secretas, a arma secreta de uma das vilãs, Tzu Yi-Chun (Nora Miao, quando ainda era bonita...) são flores explosivas!!!! Só no mundo dos wuxias mesmo...

Pra quem, como eu, não se considera muito fã de wuxias mas tem interesse em pelo menos conhecer os bons exemplares do gênero, uma conferida em The Dream Sword não é uma má idéia. Pode não ser excelente como Jugular Blindada (Last Hurrah For Chivalry, talvez o meu wuxia favorito!), mas só as lutas de machado já valem o filme.

Nota : 7,5

A quem estiver interessado, esse DVD foi lançado nos EUA pela BCI Eclipse, dentro da coleção Rarescope, especializada em filme raríssimos com a melhor qualidade possível, e sempre em widescreen. Esse DVD é um double-feature que vem também com o filme A Sword Named Revenge, outro wuxia muito bom. O selo inglês Greenfan DVD também está pra lançar The Dream Sword em DVD, aparentemente tirado da mesma matriz da Rarescope.

Esse é um preview do DVD da Greenfan.

 

Para os brucelistas morrerem de inveja!

BRUCE LEE

CALENDÁRIO 2009

Clique Para Ampliar

Capa Do Calendário

Mês passado fui ao cinema assistir o mais novo anime de Hayao Miyazaki, Gake No Ue No Ponyo (ou Ponyo On The Cliff By The Sea, como já é divulgado internacionalmente). Como toda produção do estúdio Ghibly, Ponyo (como é concisamente chamado por todos) é uma obra-prima que, se não supera Meu Amigo Totoro e A Viagem De Chihiro como previam alguns, posso dizer que está praticamente no mesmo nível.

Calma, não mudei o foco do meu blog não. Eu só comentei sobre essa sessão de cinema porque foi nesse dia que comprei esse maravilhoso calendário do Bruce Lee. Os cinemas japoneses costumam ter uma lojinha pra vender souveniers de filmes e atores, e sempre que o final do ano se aproxima, essas lojas ficam abarrotadas de calendários. E é incrível como sempre tem alguma coisa do Bruce Lee nessas lojas, mesmo 35 anos após sua morte! Já cheguei a comprar cartões postais e até um enorme pôster do filme Operação Dragão (Enter The Dragon).

Esse calendário do Bruce Lee é a minha mais nova aquisição. Mas é claro que mesmo que passe o ano de 2009 não jogarei o calendário fora, pois cada página é praticamente um poster do tamanho de uma capa de LP de vinil, com excelente impressão em papel de excelente qualidade. Paguei relativamente caro (o equivalente a US$ 20.00) porque foi impresso na Inglaterra, mas valeu a pena. Tenho que aproveitar enquanto ainda estou no Japão, afinal no Brasil não existe nenhum material desse tipo, né?

Clique Para Ampliar

Contra-capa Do Calendário Com Uma Amostra De Cada Foto

Morram de inveja, fãs do Bruce Lee!!!!!

BURNING AMBITION

(aka MEGAFORCE)

龍之爭霸

Hong Kong, 1989

Direção : Frankie Chan

Elenco : Frankie Chan, Yukari Oshima, Kara Hui, O Chun Hung, Simon Yam, Michael Miu, Eddy Ko, Austin Wai, Seung Yee, Roy Chiao, Robin Shou, Jeff Falcon

Capa Do VHS Francês

Dirigido por Frankie Chan, Burning Ambition é mais um daqueles filmes sobre a Tríade, onde o patriarca da família morre e os dois filhos disputam a liderança da gangue e dos negócios excusos da família.

Um dos lados da família apóia o filho mais velho do patriarca morto pra assumir a liderança.O outro lado da família, a que apóia o filho mais novo, arma várias armadilhas pra eliminar a oposição.

Nesse cenário tenso, onde um membro da família morre a cada 10 minutos, aparece o diretor Frankie Chan como o filho mais velho da primeira família, que volta da Holanda com sua gangue para vingar seus irmãos assassinados.

Talvez a maior diferença desse filme com outros com o mesmo tema seja a grande quantidade de lutas, quando o mais comum são aqueles tiroteios à lá John Woo.

As cenas de ação são eletrizantes, e os stunts são espetaculares, dignos da série Police Story. As excelentes lutas seguem aquele padrão típico de Hong Kong do começo dos anos 90, com coreografias rápidas, criativas e dinâmicas.

Uma das seqüências mais memoráveis é a primeira emboscada num restaurante japonês, quando os bandidos percebem que as vítimas estão descalças e enchem o chão de vidro quebrado. Kara Hui é a primeira a machucar os pés e, pra fugir de seus algozes, ela corre com as mãos, de ponta-cabeça! A seqüência toda em si não tem nada de humor, mas confesso que achei só essa cena bem engraçada!

Mas a melhor luta é num parque de diversões, onde uma gangue americana enfrenta gangue de Frankie Chan, onde até rola citação a 2 clássicos old-school. Depois de bater em alguns chineses, o americano Jeff Falcon se gaba dizendo que os chineses deviam se envergonhar por um estrangeiro saber lutar melhor do que eles. Frankie aceita a provocação e sobe no palco pra lutar contra Jeff. Nessa hora começa a tocar de fundo aquela conhecidíssima música-tema de Wong Fei Hung, e Jeff encarna o Drunken Master com seu estilo do bêbado. Frankie não deixa por menos e já arma aquela estranha posição de combate que ele eternizou na obra-prima A Vingança Do Filho Pródigo (The Prodigal Son). A luta que se segue é puro shape, onde nós só percebemos que não é um filme de kung fu old school por causa dos cenários e das roupas!

Drunken Jeff Falcon X Prodigal Frankie Chan

É incrível como um filme tão bom e com um elenco tão expressivo como esse seja tão obscuro e inédito em DVD. Eu, por exemplo, não conhecia esse filme, e peguei uma cópia em DVD-R ripado do VHS de Hong Kong com um colecionador gringo só por ser um filme raro da Yukari Oshima. E olha, valeu a pena!

Nota : 8,0

Confiram abaixo um pequeno compacto com as cenas de ação de Burning Ambition, só pra vocês terem uma idéia da qualidade do filme, disponível no site Flash Legs Rare a preços exorbitantes!!!

[ ver mensagens anteriores ]
Visitante número:



 
UOL